Palavra do presidente
Data: 29-06-2009 | Publicado por: UGT - Paraná

Caros internautas,

Paulo Rossi - Presidente da Ugt - ParanáA UGT-PARANÁ completou no dia 08 de março 3 anos de fundação. Essa data foi escolhida em virtude da comemoração do Dia Internacional da Mulher. Mulheres essas que, para a nossa felicidade, vem ocupando à cada dia espaços maiores na política e no mundo sindical.

Para nós, da UGT, não existe sindicato grande ou pequeno, e sim, sindicatos que trabalham por melhores condições de trabalho e mais renda para seus representados.

E foi através desse pensamento que descentralizamos as ações da UGT, no Paraná, criando 3 regionais: Norte, Oeste e Litoral, pois é por meio das regionais que os sindicatos estão mais próximos das ações da central. O resultado desse trabalho é que até o fechamento dessa edição contabilizamos 175 entidades filiadas somente no Estado do Paraná, representando mais de um milhão de trabalhadores.

A UGT Nacional realizará em julho o 2º Congresso Nacional, época em que comemoramos 4 anos de criação da central no Brasil. Atualmente, a UGT possui em seu quadro de filiados mais de 900 sindicatos. Só para termos uma idéia do nosso crescimento, a maior central sindical brasileira possui 2024 sindicatos filiados, com quase 28 anos de existência.

A UGT nasceu forte e cresce a cada dia porque defende o sindicalismo cidadão, ético e inovador. Temos em nosso quadro de associados representantes das diversas categorias que sempre estiveram ao lado dos trabalhadores: bancários, comerciários, rodoviários, eletricitários, servidores públicos,prestadores de serviços, despachantes aduaneiros, corretores de imóveis, profissionais liberais, rurais, frentistas, da saúde, trabalhadoras e trabalhadores domésticos, portuários e outras categorias que ajudam a construir um Paraná e um Brasil melhor

A UGT veio para quebrar paradigmas, e por isso defendemos as reformas institucionais necessárias para um Brasil melhor. Porém, somos radicalmente contra a retirada de direitos trabalhistas e o enfraquecimento das organizações de trabalhadores.

Essa é a nossa política. Sem patrulhamentos ideológicos e partidários, respeitando acima de tudo o ser humano como instrumento de evolução social.

Unidos Somos Fortes!

Boa leitura.

Paulo Rossi – Presidente da UGT-PARANÁ