Paraná marca presença no 4º Congresso Nacional da UGT
Data: 05-06-2019 | Publicado por: UGT - Paraná

Paraná marca presença no 4º Congresso Nacional da UGT

4con-002.jpgO sindicalista Ricardo Patah,  foi reeleito para presidir a União Geral dos Trabalhadores. A eleição de Patah encerrou o segundo dia de atividades do 4º Congresso Nacional da UGT, realizado dias 30 e 31 de maio em Praia Grande, litoral de São Paulo.

Durante os dois dias de congresso mais de 1000 delegados de todos os estados brasileiros, e dirigentes sindicais de diversas centrais sindicais brasileiras e representantes de 23 países, participaram ativamente de um elaborado programa de palestras e debates.  O tema central do congresso foi a 4ª Revolução Industrial e sobre o tema palestrou a diretora da Mercedes Benz do Brasil, Luciana Urban e a vice-presidente do Solidarity Center, dos EUA, Jana Silverman. Para falar sobre a Previdência Social, foi convidado o diretor do Dieese, Clemente Lúcio.

A delegação do Paraná presente ao evento marcou presença, chegando  perto de 100 delegados, e terá participação significativa na nova diretoria da Executiva Nacional da UGT, ocupando vários cargos estratégicos para a central. “Essas secretarias estão inseridas no contexto da UGT em diversas áreas, seja por categoria profissional ou atuação sindical, e sem dúvidas, os dirigentes paranaenses irão contribuir ainda mais para o crescimento e fortalecimento da UGT e do movimento sindical brasileiro”, disse Paulo Rossi, presidente da UGT-PARANÁ.

Ao abrir o evento, o presidente Ricardo Patah destacou a importância do movimento sindical no cenário sócio econômico: “vamos juntos mostrar que o movimento sindical acabou com a ditadura, acabou com a inflação e, agora, não vai deixar que o fascismo tome conta do Brasil. Ninguém mexe com os trabalhadores”, disse Patah. Uma das deliberações do congresso foi a participação efetiva da UGT na greve geral marcada para 14 de julho. “Vamos nos reunir ao longo das semanas que antecedem o dia 14 e, junto às outras centrais, traçar estratégias para o sucesso da greve geral”, adiantou o  presidente da UGT.

Ainda durante o evento foram aprovadas as Resoluções do 4º Congresso Nacional da UGT e diversas moções de repúdio e apoio, dentre elas a defesa pelo Fundeb –Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica; uma ampla reforma fiscal; reforma política, com o fim  do fundo partidário; pelo fim do Precedente Normativo 119, da Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC), do Tribunal Superior do Trabalho; e pela defesa das Normas de Segurança no Trabalho, as NRs – que estão em vias de serem extintas por meio de uma MP do governo federal.

Com sua reeleição, Ricardo Patah mantém sua liderança frente à central desde sua criação. O dirigente agradeceu a confiança das centenas de delegados que o elegeram por unanimidade: “a solidariedade entre nós e com os trabalhadores vai nos levar à superação desse momento difícil em que o movimento sindical é atacado a todo momento. Agradeço a todos e a todas da UGT Brasil, especialmente aos integrantes de nossa chapa que se prontificaram a dar continuidade à organização do movimento sindical brasileiro”, finalizou Ricardo Patah.

CLIQUE AQUI E BAIXE AS RESOLUÇÕES DO 4º CONGRESSO NACIONAL DA UGT

4con-007.jpg
Delegados do Paraná presentes ao congresso (1)

 

4con-008.jpg
Delegados do Paraná presentes ao congresso (2)

 

4con-004.jpg
Luciana Urban, da Mercedes Benz

4con-005.jpg
Jana Silverman, do Solidarity Center

4con-006.jpg
Clemente Lúcio, do Dieese

 

Post Mario de Gomes
Fotos: MGS/UGT

Secretário de Comunicação UGT-PARANÁ
João Riedlinger