FEEB-PR cobra posição de deputado contra reforma da Previdência e MP 873
Data: 29-03-2019 | Publicado por: UGT - Paraná

FEEB-PR cobra posição de deputado contra reforma da Previdência e MP 873

feebrubens.jpgO presidente da Federação dos Bancários do Estado do Paraná (Feeb/PR), Gladir Basso - também presidente do Sindicato de Cascavel - e os diretores Iara Freire, João Haroldo e Valfrido Oliveira participaram de audiência com o deputado federal Rubens Bueno (PPS/PR), na segunda-feira (25/3), em Curitiba.

No encontro, os sindicalistas levaram ao parlamentar estudos e propostas realizadas pela UGT (União Geral dos Trabalhadores) acerca da reforma da Previdência, demonstrando que, a reforma, se aprovada como foi proposta pelo Governo Bolsonaro, “representará grande prejuízo para a população mais pobre do País, bem como a manutenção de privilégios para algumas classes”.

Na reunião com Rubens Bueno, Gladir Basso também abordou a MP 873, que interfere de forma inconstitucional na relação entre os sindicatos e trabalhadores ao mudar a forma de custeio das entidades. O presidente da Feeb-PR solicitou ao parlamentar para que atue na defesa das entidades sindicais como forma de proteger os  direitos conquistados pela classe trabalhadora.

Já a diretora da Federação, Iara Freire, ponderou sobre a dificuldade de manutenção dos sindicatos e consequentemente da assistência que estes realizam aos trabalhadores se for retirada a garantia de custeio para fazer frente a diversas despesas inerentes à atividade sindical.

Na sequência, o também diretor da Federação, Valfrido Oliveira, explicou ao deputado a difícil situação em que se encontra o plano de saúde dos empregados da Caixa Econômica Federal (Saúde Caixa), “que vem sendo sistematicamente prejudicado por medidas impostas pela Segepar, impondo contribuições abusivas aos segurados, quebrando regras do contrato de trabalho sobre a assistência à saúde dos economiários, sem contrapartida por parte do governo”.

O diretor da Federação João Haroldo, também abordou a preocupação do plano de saúde dos funcionários do Banco do Brasil Cassi, que passa por momentos de ampla discussão e que também sofre os efeitos da resolução da Segepar.

Por fim, os dirigentes bancários solicitaram ao deputado Rubens Bueno para que auxilie tanto os sindicatos quanto os trabalhadores em geral, seja na apresentação de emendas que modifiquem as regras da proposta de alteração da Previdência Social, como na rejeição da MP 873”.

CLIQUE AQUI E SAIBA A POSIÇÃO DOS DEPUTADOS PARANAENSES QUANTO AO
PROJETO DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA

 

Post Mario de Gomes
Fonte/foto: FEEB/PR

Secretário de Comunicação UGT-PARANÁ
João Riedlinger