Greve dos servidores municipais de São Miguel do Iguaçu
Data: 30-04-2018 | Publicado por: UGT - Paraná

Greve dos servidores municipais de São Miguel do Iguaçu

smiguacu-01.jpgEm Assembleia realizada na noite de quarta-feira, 25/4, servidores municipais de São Miguel do Iguaçu (PR) aprovaram o início de uma greve a partir da próxima quarta-feira, dia 02, caso não tenham suas reivindicações atendidas por parte do Governo Municipal.

Os trabalhadores pedem a retirada de dois Projetos de Lei, -037/2018 e 038/2018-, que alteram o Plano de Cargos e Salários dos servidores do município e o Plano de Cargos e Carreira do Magistério, respectivamente. Ambos já tramitam na Câmara Municipal e foram aprovados em primeira discussão na Sessão Ordinária que foi realizada na segunda-feira, dia 23/4.

Segundo a decisão da assembleia, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Miguel do Iguaçu-SINSMI vai oficiar a prefeitura sobre a decisão nesta quinta-feira, 26/4, e solicitar a retirada.

Como a prefeitura não atendeu o  pedido de retirar os projetos, os servidores irão entrar em greve na quarta-feira, dia 02, logo após o feriado do Dia do Trabalho.

Segundo o SINSMI, vários setores podem ter servidores aderindo à paralisação, mas o maior impacto vai ser sentido na rede municipal de educação, pois representantes de todos os CMEI’s e escolas municipais participaram da assembleia e aprovaram a decisão.

Com a greve a partir de quarta-feira, 02, não haverá aulas nas creches e escolas do município.

Segundo a assessoria de comunicação da Fesmepar (federação que reúne os sindicatos de servidores públicos do Paraná, entidade filiada à UGT), uma série de manifestações estão marcadas para iniciar no dia 2 em São Miguel do Iguaçu, e terão o apoio de sindicatos de outras categorias.

Post Mario de Gomes
Fonte: comunicação Fesmepar
Foto: Fesmepar

Secretário de Comunicação UGT-PARANÁ
João Riedlinger